meditação

Meditação: dicas preciosas para adquirir esse hábito

Devido ao cotidiano corrido e muitas vezes estressante das pessoas, a meditação vem sendo um recurso muito procurado para reduzir o stress.
Ela pode parecer simples, mas somente com muita prática é possível encontrar equilíbrio e a sensação de paz.

Prepare-se para a meditação

Para levar a mente até um lugar calmo e relaxante, algumas orientações podem ajudar os iniciantes da prática da meditação.
Reserve um momento mais tranquilo para meditar, pode ser no início, no meio ou ao final do seu dia.
Os benefícios da prática ao acordar são o equilíbrio e a sensação de paz  ao longo do dia com você.
Já no meio do dia, ajuda a relaxar, revigorar o corpo e a mente para encarar o restante do dia.

Se optar por meditar a noite, prepare-se para o melhor sono da sua vida, bem calmo, tranquilo e relaxante.
Caso sua rotina permita, nada te impede de meditar duas vezes ao dia.
É possível meditar em qualquer lugar, mas enquanto não se tem prática, é recomendado um espaço tranquilo que você não seja interrompido.
Pode ser na sala de casa, sentado no chão, no sofá, em um jardim ou até no trabalho.
Para que você relaxe completamente, é indicado programar um despertador no celular, evitando preocupações com o tempo.

Posição

meditaçãoDe acordo com as técnicas orientais, a posição de lótus é a ideal para meditar, porém não é obrigatória.
Na posição de lótus você se senta em postura ereta e as pernas cruzadas, com as mãos sobrepostas nas coxas.
O principal é estar confortável, seja sentada ou deitada em qualquer posição e com a coluna ereta.
No caso de preferir ficar sentada, não tem problema encostar em uma parede para manter as costas retas.

 

 

 

 

Respiração e foco

A respiração é muito importante para a meditação, então preencha os pulmões ao inspirar e esvazie-os por inteiro ao expirar.
No início a respiração pode ser encarada como uma das etapas mais difíceis da meditação.
Porém com o tempo , ela vai naturalmente se tornando algo prazeroso na prática.
Para incentivar, você pode contar até cinco ao respirar, e novamente até cinco para expirar.
Outro ponto importante é escolher alguma coisa para focar a sua atenção, com o intuito de não dispersar os pensamentos durante a prática.

Normalmente as pessoas proferem mantras budistas, mas também é válido focar a atenção em uma imagem, som, na própria respiração ou até em um objetivo que queira alcançar.

Caso sinta que alguns pensamentos estão tentando invadir a sua mente, não os bloqueie, apenas deixe com que eles preencham a sua mente e depois vão embora, o importante é não se deixar envolver por eles.
Com a prática, esses momentos de dispersão serão cada vez menores.
Uma opção para quem tem dificuldades de se concentrar sozinho, são as meditações guiadas, um tipo de viagem imaginária feita através de áudios facilmente encontrados na internet.

Uma das dicas principais é não levar a meditação como uma obrigação, pois ela trás diversos benefícios, como reduzir a ansiedade, ter mais foco e produtividade, controla a pressão alta e até os transtornos alimentares..

Veja também – Yoga em casa: pratique no conforto do seu lar

Post criado 60

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo